sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Lanche da saudade

Minha pequena viajou numa excursão da escola... Foi para Cavalcante/GO na Chapada dos Veadeiros. É um lugar lindo, meio mistico, que tem uma rica fauna e flora, predominante do cerrado. Deve estar sendo a maior farra e tenho certeza que ela está amando! Eu, como fiquei meio tristonha e desanimada, não preparei o jantar. Mas, por outro lado, estava morrendo de fome (novidade?!). Resolvi fazer apenas um lanchinho, que nem ia postar no blog, mas acontece que ficou tão lindo e apetitoso que decidi compartilhar essa praticidade com vocês...

Fiz um patê de ricota com atum, milho, azeitona e um fio de azeite. Coloquei num pão folha com presunto defumado, salada de alface americana, rúcula orgânica e tomatinho cereja. Enrolei o pão e, para não abrir, eu amarrei com uma folha de cebolinha. Além de bonitinho, ficou uma delícia. Olha aí!




A fome passou, mas a saudade não... Eu e meu marido Oscar fomos dormir tão xoxinhos, sabe?! Os filhos dão trabalho, fazem barulho, nos preocupam de verdade.... Mas são as jóias mais preciosas de nossa vidas. Não é?! 

Beijos e uma ótima sexta-feira pra vocês!

Camila.



Ps.: Quando a Vick chegar, hoje no final da noite, vou preparar um lanchinho desse pra ela. Tenho certeza absoluta que ela vai amar! <3

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Frango grelhado gratinado

Eu sei que todo mundo faz sua “correria” diária para conseguir o pão de cada dia e, às vezes, recorre a uma marmitcheenha pra poder almoçar, porque não deu tempo de preparar aquela comidinha caseira que a família tanto adora! Não é?! Pois é, comigo não é diferente.... Ontem mesmo comprei uma marmita de peito de frango grelhado no restaurante da empresa, busquei as crianças no colégio e corri pra casa para preparar o almoço da galera, tendo apenas duas horas de intervalo para o almoço iniciando às 12:30hs. “Um-dolací-e-jáaaaaa”

Como sou inquieta e pitaqueira de primeira, não quis comer um simples franguinho grelhado com arroz. E o que eu fiz?! Cortei os filés em cubinhos médios, refoguei-os com cebola, manteiga, sal, pimenta e deixei reservado num refratário. Na mesma panela, coloquei uma colher de manteiga, uma colher de farinha de trigo, sal e uma xícara de leite, que resultou numa espécie de molho bechamel, misturado com molho branco... Delícia! Joguei esse molho sobre os cubinhos no refratário e coloquei no forno para gratinar com parmesão ralado! Agooooooora sim! “Atencion, tá na horra de matarr a fome, tá na mesa pessoallll!! “



O Menu “se vira nos 30” do dia foi: filé de peito de frango grelhado gratinado, arroz branco e salada (alfrace, rúcula e tomate). Simples e maravilhoso!

As vezes o horário do meu almoço é uma correria, ninguém pode imaginar... Mas com criatividade, boa vontade e amor, tudo sai sempre melhor que a encomenda.

Beijos, Camila.


Ps.1) Às 14:30hs eu estava no meu gabinete trabalhando, de barriga cheia e cheirosa!
2) Dá pra fazer com o molho troisgro que eu já mostrei aqui ó. Sucesso garantido tbm! =D

Frango grelhado gratinado

Eu sei que todo mundo faz sua “correria” diária para conseguir o pão de cada dia e, às vezes, recorre a uma marmitcheenha pra poder almoçar, porque não deu tempo de preparar aquela comidinha caseira que a família tanto adora! Não é?! Pois é, comigo não é diferente.... Ontem mesmo comprei uma marmita de peito de frango grelhado no restaurante da empresa, busquei as crianças no colégio e corri pra casa para preparar o almoço da galera, tendo apenas duas horas de intervalo para o almoço iniciando às 12:30hs. “Um-dolací-e-jáaaaaa”

Como sou inquieta e pitaqueira de primeira, não quis comer um simples franguinho grelhado com arroz. E o que eu fiz?! Cortei os filés em cubinhos médios, refoguei-os com cebola, manteiga, sal, pimenta e deixei reservado num refratário. Na mesma panela, coloquei uma colher de manteiga, uma colher de farinha de trigo, sal e uma xícara de leite, que resultou numa espécie de molho bechamel, misturado com molho branco... Delícia! Joguei esse molho sobre os cubinhos no refratário e coloquei no forno para gratinar com parmesão ralado! Agooooooora sim! “Atencion, tá na horra de matarr a fome, tá na mesa pessoallll!! “



O Menu “se vira nos 30” do dia foi: filé de peito de frango grelhado gratinado, arroz branco e salada (alfrace, rúcula e tomate). Simples e maravilhoso!

As vezes o horário do meu almoço é uma correria, ninguém pode imaginar... Mas com criatividade, boa vontade e amor, tudo sai sempre melhor que a encomenda.

Beijos, Camila.


Ps.1) Às 14:30hs eu estava no meu gabinete trabalhando, de barriga cheia e cheirosa!
2) Dá pra fazer com o molho troisgro que eu já mostrei aqui ó. Sucesso garantido tbm! =D

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Biscoito de Polvilho

Sempre que vou visitar minha mãe ela inventa de fazer aqueles quitutes mineiros que são deliciosos. É pão de queijo, rosquinha de nata, broa de fubá, bolo de milho, rosca rainha, peta, sequilhos e por aí vai... Tem um bolo de mandioca que ela faz, que eu não sei porque cargas d'agua ela chama de "Mané Pelado". O pior que é um dos bolos mais gostosos que eu já comi! rs..rs.. Tantas gostosuras rendem alguns quilinhos...

Outro dia cheguei lá e ela estava fazendo um tal de biscoito da sorte. Acho que era invenção dela, só porque ela espremeu os biscoitos em formato de ferradura. Ela é uma figura! O biscoito é uma delícia e vale a pena passar a receita aqui pra vocês. Sempre faço em casa e é sucesso!


Ingredientes
> 1 1/2 xícaras (chá) de água
> 1 1/2 xícaras de chá) de óleo
> 1 colher rasa (sopa) de açúcar
> 1 colher (sopa) de sal
> 1 pacote de 500 g de polvilho doce
> 4 ou 5 ovos

Modo de Preparo
1. Coloque a água, o óleo, o açúcar e o sal para ferver.
2. Com muito cuidado, escalde o polvilho despejando o líquido. Mexa e deixe esfriar um pouco.
3. Em uma panela, coloque os 4 primeiros ingrediente para ferver.
4. Com as mãos, misture bem os ovos com a massa.
5. Coloque a massa em um saco de confeiteiro e esprema os biscoitos, no formato da sua preferência, em uma forma untada com óleo.
6. Leve ao forno pré-aquecido até ficar douradinho.


Esse biscoito é par perfeito de um cházinho no final da tarde. Geralmente é assim que eu e minha mãe passamos a limpo os assuntos do dia-a-dia. Sempre bons papos, junto com quitutes de minas e chá  (ou café)  para acompanhar.

Tenham todos um dia de paz e bem!

Beijos, Camila.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Frango desfiado

Existe alguma coisa que você adora fazer, mas morre de preguiça?? Que é muito trabalhoso e só de pensar em todo processo, na sujeira, na dificuldade, você desanima?? Não vale falar: lavar a louça!! Hahaha... Pois é! Eu era desse jeito com qualquer receita que levasse frango desfiado. Tinha uma preguiça imensa de cozinhar o frango e ficar desfiando... fiapinho, por fiapiho... Juro pra vocês, eu morria! Ou então, desistia logo da receita e procurava outra coisa pra fazer!

Um dia, almoçando com o pessoal do trabalho, falei sobre essa minha "aversão" ao preparo do frango desfiado e uma luz salvadora apareceu! A Lucíola, advogada que está com um pé no altar, garantiu que dava pra fazer na panela de pressão! Eu pensei: "Ah, vá! Isso é papo de advogado, querendo convencer os outros que o impossível acontece." Ouvi todo processo criativo de desfiamento de frango que ela contou para os colegas que estavam a mesa e resolvi testar em casa. 

Para minha surpresa olha como o frango dentro saiu da panela de pressão:


Ingredientes:
> 1 kg de filé de sassami (é tipo a parte interna do peito do frago)
> 1 pitadinha de sal
> água 

Modo de fazer:
1. Na panela de pressão, coloque o sassami e o sal. 
2. Acrecente água apenas até cobrir os filézinhos.
3. Tampe a panela e deixe na pressão por 40 minutos.
4. Espere sair a toda a pressão. Deixe esfriar por uns 10 minutos e balance vigorosamente a panela por 3 minutos.

Gente, desse dia pra cá minha vida mudou radicalmente! Eu simplesmente A-D-O-R-O fazer todas as receitas que levam frango desfiado! Não fujo mais da raia de jeito nenhum! 

A dica da Lucíola foi maravilhosa ou perfeita?

Beijos, Camila.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Baião de Dois

O meu pai nasceu em Santa Quitéria, no nordeste, fica bem próximo do Trapiá, laaaá no Ceará. Eu adoro as comidas tipicas que ele faz, mas não tenho muito o hábito de fazer em casa e eu nem sei porque, pois todos aqui adoram! Vocês já perceberam que a maioria dos pratos e das receitas que estão aqui no blog, puxam mais para o estado sudeste brasileiro? Mais precisamente das Minas Geras, que foi onde minha mãe nasceu, Uberlândia.

Quero parar com essa preferencia pelo estado da minha mãe! Eu amo Minas, mas vou procurar fazer e postar alguns pratos regionais do nordeste, que amo também! E vou começar com isso hoje fazendo um típico Baião de Dois. Olha ele aí.



A receita é do meu pai, mas sei que existem variações de ingredientes e outras diversas formas de fazer. Porém, hoje a receita vai ser a moda do Cumpadi Chico (como ele é conhecido por todos).

Ingredientes:
> 2 xícaras de feijão de corda cozido (eu usei o carioca pq não achei do outro)
> 1 xícara de arroz cozido na água do feijão
> ½ cebola picada
> 1 linguiça calabresa em cubos
> 100g de bacon em cubos
> 2 dentes de alho picados
> 300g de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
> 2 colheres de sopa de coentro picado (eu não gosto muito, mas coloquei)
> 2 colheres de sopa de manteiga de garrafa
> sal, louro e pimenta do reino a gosto
> 1 xícara de queijo de coalho em cubos

ETAPAS: 1ª - Só as carnes. 2ª - Com o arroz. 3ª - Com o feijão.

Modo de preparo:
1. Cozinhe o feijão com uma folha de louro, até ficar al dente. Reserve a água do feijão.
2. Cozinhe o arroz da forma tradicional, com metade do alho e da cebola, na água do feijão que estava reservada até que fique também al dente
3. Em uma frigideira, frite o bacon até derreter a gordura.
4. Adicione uma colher da manteiga de garrafa e junte a calabresa, refogue mais um pouco e acionando o louro e o restante do alho da cebola.
5. Junte a carne seca, o feijão, o arroz e mexa bem. 
6. Adicione o restante da manteiga e coloque mais um pouquinho da água do cozimento do feijão.
7. Coloque o coentro, o queijo, acerte o sal, a pimenta e sirva quente.

Dizem que o Baião de Dois foi criado pelos vaqueiros do nordeste, pois precisavam evitar o desperdicio dos escassos alimentos que traziam consigo durante longas viagens pelas terras secas do agreste nordestino. A combinação dos ingredientes deu origem ao prato que foi aprovado em todo Brasil.



E você aprovou? Qual é o prato típico brasileiro que você mais aprecia? Me conta aí, vai....

Tenham todos uma semana abençoada, cheia de saúde e paz!


Bjss, Camila.

domingo, 26 de agosto de 2012

Daniel Briand - Paris em Brasília

Em um sábado desses, saí de casa com a Vick pra fazer mil coisas. Tínhamos que levar a Belinha ao pet, deixar umas roupas na lavanderia, comprar um livro para ela fazer uma prova na escola, fazer as unhas, passar no verdurão e ainda fazer uma fezinha na loteria pq estava acumulada. Isso tudo planejamos fazer só na parte da manhã, pois a tarde seria a faxina em casa. Saímos tão cedo que num deu nem pra tomar café preto! Deixamos a Belinha no pet e a fome apertou. Resolvemos tomar café da manhã e chegamos em Paris, digo, no Daniel Briand! Paris.... Quem me dera, né? Ainda nunca fui na França, mas esse lugar é tão frances que nos sentimos lá!

Daniel Briand é tipo um bistrô, que funciona o dia todo servindo refeições, lanches rápidos, café da manhã, café da tarde, decorado no estilo parisiense, com garçons vestidos a caráter e o menu genuinamente francês.  Enfim, é um lugar charmoso e aconchegante que paramos para fazer nosso desjejum, e nos sentimos na frança! Olha só que encanto!


Vejam o capricho dos arranjos das mesas!


Eu comi um croque monsieur que estava maravilhoso. A Vick pediu um croissant e segundo não existe nada mais gostoso do que aquele croissant na vida! Olha como estavam apetitosos.


Depois, pedimos macarons. Ela devorou quase tudo parecendo que estava amarrada! Quase não deu tempo de tirar foto, mas ficaram os três salvadores. Olhem que fofuras deliciosas esses macarons!


E tem mais! Olha a fonte aí.


Juro que eu queria ter estomago para pedir essas tortinhas, mas não deu. Seria muita gula e conseguimos nos controlar. Mas olhando a foto agora, tá dando um arrependimento...


Saímos de lá pensando na próxima vez que comeremos essas delicias feitas com tanto capricho e que nos deixou tão felizes, que quase esquecemos a pobre Belinha no pet, que aliás ficou linda de bonita!

E, no final das contas, não fizemos mais nada do que planejamos, pois ficamos impressionadas com a França. rs... rs.... Existe coisa melhor que sonhar?

Tenham todos um excelente domingo! 

Bjss, Camila.

sábado, 25 de agosto de 2012

Torta de liquidificador de frango xadrez

Dias desses, fui com a família almoçar em um restaurante chines e pedimos frango xadrez. Uma verdadeira delícia! Acontece que a porção era tão grande, tão grande, mas taaaão grande... que não conseguimos comer tudo e sobrou mais da metade do prato. Todo mundo ficou com dó de desperdiçar e jogar aquela delícia fora, mas adivinha o que o meu marido Oscar fez? Pediu para o garçom colocar tudo numa marmita porque agente ia levar. Ai meu Deus!! Eu quase morri de vergonha, mas o jeito foi levar tudo pra casa!

Gente, desculpa a vergonha que passei! rs.. rs.. No final das contas, à noite quando a fome já estava batendo outra vez, coloquei aquele frango todo no liquidificador, dei uma pulsada e ele virou um delicioso recheio de torta. Olha ela aí.


Ingredientes:
> 2 xícaras (chá) de leite
> 3/4 xícara (chá) de óleo
> 3 ovos
> 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
> 1 colher (sopa) de fermento em pó
> Sal a gosto
> Parmesão ralado para polvilhar

Modo de fazer:
1. Bata todos os ingredientes líquidos no liquidificador e bata.
2. Acrescente a farinha bata bem, por aproximadamente cinco minutos.
3. Coloque a metade da massa em uma forma untada e enfarinhada.
4. Acrescente o recheio e cubra com o restante da massa, polvilhando com o parmesão.
5. Leve ao forno médio, por aproximadamente 40 minutos ou até ficar dourada.




Sabe aquela receita coringa que todos temos escondida na manga? As pessoas que gostam de cozinhar geralmente têm uma e a minha, desde esse dia, é torta de liquidificador. Posso usar o recheio que me der na telha. Ficou uma delícia minha torta de liquidificador de frango xadrez! Hahaha... 

Tenham todos um excelente final de semana!


Bjss, Camila.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Strogonoff de carne moí­da.

Quando o Cumadis entrou no ar, recebíamos muitos pedidos pra fazer pratos com ingrediente "X", pedidos pra fazer uma receita assim (ou assada!). Eu, particularmente, ficava super feliz, pois eu enxergava esses pedidos como um reconhecimento da nossa dedicação. E bota dedicação nisso!! Ficaram alguns pedidos que eu não tive tempo de atender lá, mas agora estou aqui para isso!

A Gracinha, prima super querida do meu marido, tinha me pedido para preparar algum prato que levasse carne moída. Muito fácil, né? A carne moída é um dos ingredientes mais versáteis que eu conheço na cozinha (pelo menos na minha cozinha ela é! rs..). Para provar isso e atender o pedido de uma pessoa especial, fiz um delicioso strogonoff de carne moída. Vem ver, vem!!


Ingredientes
> 3 colheres (sopa) de azeite
> 500g de carne moída (eu uso patinho, já disse isso, né?)
> 3 dentes de alho picados
> 1 cebola picada
> 1 xícara (chá) de cogumelos cortados em lâminas
> 1 colher (sopa) de mostarda (não coloquei pq não tinha)
> 2 colheres (sopa) de ketchup
> Sal e pimenta-do-reino a gosto
> 1 lata de creme de leite (usei creme de leite fresco)
> (usei nessa receita meia lata de milho porque eu amo)

Modo de preparo
1. Em uma panela, coloque o azeite, a carne e refogue por 10 minutos, mexendo de vez em quando, ou até não estar mais crua.
2. Junte o alho, a cebola, o cogumelo (o milho, no caso) e refogue por 5 minutos.
3. Adicione a mostarda, o ketchup, sal, pimenta e o creme de leite.
4. Deixe levantar fervura, retire do fogo e sirva.


Gracinha, desculpe a demora. A vida da gente muda tanto e o mundo gira tão desordenadamente que as vezes não temos tempo de agradar quem agente ama! Pra compensar, se é que isso é possível, venha almoçar aqui em casa! Prepararei com prazer uma comidinha caseira especialmente pra você!

E você que também me pediu alguma coisa, aguarde. Tardo, mas não falho! Hahahahaha....

Bjss, Camila.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Jantar especial de aniversário

Dia 25 de agosto é aniversário da Mari, mas a comemoração foi ontem e adivinhem onde? Acertou quem falou: Babel, do nosso amigo e chef Diego Koppe, claro!

Foi lá, durante uma edição do Babel Convida, que conheci o famoso e carismático chef Carlos Bertolazzi, que por sua vez me apresentou a Mariana Cristian e o querido chef Diego Koppe. Nesse momento nasceu a amizade e não poderíamos comemorar o aniversário dela em outro lugar. Só faltou o Bertz!!

Coincidência, ou não, ontem estava acontecendo outra edição do Babel Convida, dessa vez com a famosa Família Sicilia, que nos apresentou as delícias do Pará. E bota delícia nisso, viu?! Saboreamos pratos únicos com ingredientes típicos da região amazônica que, eu particularmente, nunca imaginei que pudessem ser usados na culinária! É um orgulho saber que no Brasil temos ingredientes tão incríveis e pessoas com tanto talento criando pratos espetaculares. Parabéns para a chef Ângela Sicilia e para o sommelier Fábio Sicilia!

A entrada, um ceviche de filhote em gelatina de tucupi com espuma de jambu, estava maravilhosa. Uma pessoa gulosa como eu, teria comido fácil mais duas ou três porções, especialmente por ser tão leve e saboroso. Mas não queria fazer feio na frente da aniversariante. Tive que me controlar.

O segundo prato era um ravióli de maniçoba ao molho aveludado à base de bechamel e vinho branco. Divino! Imaginem um prato rico, saboroso, mas leve que não te enche demais.

O prato seguinte, medalhão recheado com queijo de Marajó, em espuma de vinho e funghi, acompanhado de cuscuz paraense deu muito mais "sustança" e estava perfeito. O medalhão impecável e o cuscus, por sua vez, saborosíssimo.

Por fim a sobremesa, que me fascinou e eu virei fã logo de cara: minipudim de pupunha com farofa de castanha-do-pará, seguido de tiramisù de bacuri. Dupla perfeita. Excelente!


Todos os pratos servidos foram perfeitamente harmonizados com vinhos escolhidos pelo sommelier Fábio Sicilia, que é a gentileza em pessoa.

O final da noite foi super alegre e agradável, com uma conversa pra lá de divertida no bar do Babel! A Mari era a cara da felicidade e contagiava todo mundo. O melhor de nossas vidas é isso, ter amigos especiais que fazem questão da sua presença. O aniversário era dela, mas sinto que o presente foi meu.

Beijos, Camila.


Ps.: Estou tentada a aceitar o convite da querida Ângela para comemorar o meu niver em Belém, dia 28/09. Vai ser bom demais! Depois de ter uma pequena amostra das delícias do Pará, quero conhecer Belém e mergulhar naquela cultura rica e saborosa. Tô apaixonada!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Cupcake de baunilha com cream cheese

Essa semana me aventurei pela primeira vez no mundo do cupcake. Confesso que, apresar de ter comprado todas as forminhas e todos os apetrechos necessários, ainda estava com medo de arriscar. Sou assim, medrosa! Pesquisei um milhão de receitas pela internet incluindo recheio, fotos, dicas e truques pra nada sair errado. Eu estava ansiosa, mas já tinha gastado dinheiro e resolvi encarar. Cheguei do trabalho e fui direto pra cozinha.

Mesmo tendo separado algumas boas receitas, resolvi seguir a que estava na embalagem das forminhas de papel. A cobertura dos cupcakes eu fiz de creme cheese, com a receita que a Glau, do Quitandoca, ensina tim-tim-por-tim-tim aqui ó. E deu tudo certo! O bolinho saiu do forno tinindo de lindo, alguns se vestiram com "roupa" de oncinha e outros de zebrinha, todos lindos de bonitos! Olha aí.


Ingredientes:
> O bolinho
- 3 ovos (separados e as claras batidas em neve)
- 2 xícaras (chá) açúcar
- 4 colheres (sopa) de manteiga
- 1 xícara (chá) de leite ou suco
- 3 xícaras (chá) de farinha de trigo (usei apenas duas e meia)
- 1 colher (sopa) de fermento em pó
- 1 colher (sopa) de essência de baunilha
>> A cobertura
- 300g de açúcar de confeiteiro
- 50g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
- 125g de cream cheese gelado


Modo de fazer:
> O bolinho
1. Na batedeira bata as gemas, o açúcar e a manteiga até obter um creme fofo e esbranquiçado.
2. Na velocidade mais baixa, vá colocando de forma intercalada a farinha e o leite.
3. Aumente a velocidade, acrescente a baunilha e continue batendo até formar uma mistura homogênea.
4. Desligue a batedeira, adicione o fermento e acrescente delicadamente as claras em neve na massa.
5. Coloque a massa nas forminhas de papel e leve ao forno pré-aquecido (180º) por aproximadamente 40 minutos.
>> A cobertura
1. Na batedeira, bata o açúcar com a manteiga misturando bem.
2. Desligue a batedeira e acrescente o cream cheese todo de uma vez, misturando com a ajuda de uma colher.
3. Ligue novamente a batedeira e bata o creme por aproximadamente cinco minutos ou até ficar leve e bem fofinho.
4. Coloque o creme no saco de confeitar, cubra os cupcakes e use os enfeites que você mais gostar!
5. Receba os elogios e fique feliz como eu fiquei!

A Victória quis levar alguns cupcakes de lanche para a escola e, segundo ela, os bolinhos fizeram o maior sucesso. Fiquei toda orgulhosa! Dei um para a Rô e outro para a Débora (minhas amigas queridas do trabalho), só que elas não acreditaram que eu tinha feito tudo sozinha, pois estavam lindos demais (tô sem credibilidade, né?!). E, pra completar a pesquisa de campo, dei alguns bolinhos também para meu sobrinho Samuel, de sete anos, que quando viu as delícias ficou cacatônio hahahaha. Viu como deu tudo certo?!


Meu primeiro contato no mundo do cupcake foi melhor do que eu imaginei! E, como a primeira impressão é a que fica, vou voltar nesse lugar mais vezes.

Beijos, Camila.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Macarrão de Panela de Pressão

Todo mundo conhece e adora macarrão de panela de pressão. Inclusive eu! É o tipo de receita que a pessoa que está sem tempo, está com muita fome ou está simplemente com preguiça, A-D-O-R-A! Primeiro porque é mega fácil de fazer e segundo porque é ultra rápido. Detalhe: existem um milhão de formas de preparar e cada um faz do seu jeito.

Eu vivo um caso de amor com essa receita, cada vez que faço sai um sabor diferente e isso é incrível porque faz com que os moradores da minha humilde residencia nunca reclamem. Muito pelo contrário, sempre vem um elogio melhor que o outro.

Olha a delícia da vez aí.

Ingredientes (que usei nessa receita):
> 300g de carne moída (eu gosto de patinho)
> ½ pacote de macarrão (eu gosto de penne)
> 1 lata de molho de tomate
> 1 caixinha de creme de leite
> 1 cebola pequena picada
> 350ml de água
> 1 dente de alho picado
> 100g de mussarela
> um pouco de milho e azeitona
> mangericão


Modo de fazer:
1. Refogue a carne moída com o alho e a cebola na panela de pressão. Deixe fritar bem;
2. Acrescente os demais ingredientes, menos o macarrão e o creme de leite;
3. Quando começar a ferver, coloque o macarrão e misture bem;
4. Tampe a panela e quando começar chiar deixe 4 minutos e desligue;
5. Tire a pressão, em seguida misture o creme de leite, a mussarela e acerte o sal;
6. Coloque em um refratário e sirva.


Pra ser bem honesta, eu queria fazer um post sobre cada macarrão na pressão que já fiz (tamanho é o meu amor!) mas infelizmente não tenho fotos de todos porque não dá tempo de tirar. Não dá tempo!

Bjs, Camila


Ps: Quem me apresentou a receita desse prato tão prático foi a Ana Paula, do Conversando e Cozinhando. Comi a primeira vez lá na casa dela , pedi a receita e agora estou eu aqui compartilhando essa delícia com vocês! Ela também postou uma vez lá no Cumadis. Para a minha cumadi Ana Paula deixo aqui o meu eterno agradecimento, pois amo essa receita! =D

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Bolo de Chocolate

Meu enteado passou o ultimo final de semana aqui em casa. Apesar de ser muito querido, ele não costuma vir muito pra cá, mas eu acho que agora os laços tendem a se estreitar e espero que a presença dele seja mais constante nesta casa. Coisas da vida... O nome dele é Kauê, tem sete anos e é uma criança muito inteligente e educada. Sabe cativar as pessoas com tanta docura e simpatia que é impossível não se encantar. 

Pensando em agradá-lo fiz um bolo de chocolate delicioso. Vale a pena conferir!



Ingredientes:
> 3 ovos 
> 2 colheres (sopa) de manteiga
> 2 xícaras de açúcar
> 2 1/2 xícaras de farinha de trigo
> 5 colheres (sopa) de chocolate em pó (aquele do padre)
> 1 xícara de leite
> 1 colher (sopa) de fermento em pó



Modo de preparo:
1. Ligue o forno a 180º.
2. Na batedeira, coloque os ovos, a manteiga, o açúcar e bata até formar um creme claro e fofo.
3. Adicione alternadamente o leite, a farinha e o chocolate em pó. Continue batendo até formar uma massa homogênea e consistente.
4. Desligue a batedeira e acrescente o fermento.
5. Despeje a massa em uma forma untada e enfarinhada.
6. Leve ao forno por aproximadamente 40 minutos.



Todos aqui em casa adoram e o Kauê é o mais novo fã desse bolo. Não deu tempo de fazer nem uma caldinha pra jogar por cima porque o bolo foi devorado em uma "sentada". Quem sabe no próximo, né?! 

O que sei é que dá tanta felicidade fazer a alegria de uma criança! 

Beijos e boa semana!

Camila.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Panna Cotta com Calda de Frutas Vermelhas

Sempre que eu ouvia o chef mais tuiteiro do pedaço, Carlos Bertolazzi, falar sobre Panna Cotta morria de vontade de provar essa sobremesa. E ele falava fala tanto que eu morria tipo todo dia! Pensava: "poxa, vou ter que sair de Pitacolandia para provar essa famosa Panna Cotta lá no Zenna Caffé, em São Paulo, que também morro de vontade de conhecer! Isso é muita tortura pra uma pobre mortal como eu..." Várias vezes pensei em pedir a receita e resolver logo a parada, mas achava que era muita vergonha e não estava disposta a pagar esse mico. 

Para minha sorte, saiu uma matéria salvadora na revista Claudia do mês de agosto sobre o dia dos pais com o querido Chef Carlos Bertolazzi e, para minha alegria, com a receita da bendita Panna Cotta. Numa felicidade sem fim, comprei os ingredientes e parti para o preparo passo a passo da receita. Eu estava prestes a realizar um desejo.  

Veja como ficou linda! Mais que isso, ficou deliciosa!


Ingredientes
> 1 fava de baunilha
> 200 ml de leite integral
> 300 ml de creme de leite fresco
> 2 colheres (sopa) de açúcar
> 5 g de gelatina em folha hidratada 

Para a calda
> 200 g de frutas vermelhas congeladas
> 50 g de açúcar
> 1 colher de sopa de vinho do Porto

Modo de Preparo
1. Corte a fava de baunilha ao meio e raspe seu interior.
2. Em uma panela, junte o leite, o creme de leite, o açúcar, a fava cortada e a parte raspada. 
3. Aqueça sem deixar ferver, e adicione a gelatina.
4. Disponha a mistura em forminhas individuais de pudim.
5. Leve a geladeira por quatro horas.

Prepare a Calda
1. Em uma panela, junte todos os ingredientes, mexendo sempre até formar uma calda ligeiramente grossa.
2. Passe-a por uma peneira e deixe esfriar.
3. Desenforme a panna cotta, regue com a calda e sirva.

A sobremesa merece toda fama que tem. Agora não morro de vontade quando ouço falar da panna cotta.  Depois que agente come não fica difícil entender porque todo mundo adora, ama, suspira por causa da panna cotta. É como disse minha filha Victória: "Mãe, essa é uma sobremesa divina, comida de Deus!"

Faz aí na sua casa e me conta!

Beijos e bom fds, Camila

Ps: Como não podia deixar de ser, dei meu pitaco e fiz a calda com frutas vermelhas frescas. Usei cereja, morango, framboesa, groselha, mirtilo. Na panela, amassei todas a frutas com um socador e depois fiz como pede a receita.
Ps2: Olha como as frutas vermelhas estavam lindas! :)
Ps3: O próximo desejo a ser realizado é conhecer o Zenna Caffé e comer a Panna Cotta de lá.




quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Filet Mignon ao Molho Troisgro

Há pouco tempo fui a um evento tipo "aula-show", onde grandes chefs dão um verdadeiro show aos amantes da gastronomia, preparando receitas incríveis e dando dicas culinárias preciosas. É um tipo de evento que geralmente acontecem em grandes shoppings e sempre atrai muita gente entendida do assunto e também muitos curiosos (exemplo: eu!). Nesse dia quem estava no comando das panelas era ninguém menos que Claude Troisgros, o mais carioca dos chefs franceses.

Claude preparou, na frente de uma platéia hipnotizada, três pratos de dar água na boca e mostrou que quando se tem paixão é possível elaborar pratos simples e sofisticados. O menu completo teve como entrada Lagostins Crisp batata doce agridoce, prato principal Filet de cherne com banana caramelada e de sobremesa Fondant ao chocolate, morango crumble. Vou confessar que fiquei com uma vontade gigante de comer todos os pratos que foram preparados, porém os espectadores podiam apenas saborear a sobremesa. Fiquei chatiadissima. Mas passou rapidamente, levando em consideração quão saborosa era a sobremesa!!

Cheguei em casa com uma fome daquelas e também super inspirada pois tive aula com um respeitado chef da gastronomia brasileira (tava me achando). Como em casa eu não tinha lagostins, batata doce, filet de cherne e muito menos fondant de chocolate, o jeito foi me virar com o filet mingnon, manteiga, cebola e shoyo que eu tinha na geladeira!

Ingredientes
4 medalhões de filet
100g de manteiga
40g de cebola picada
1 dente de alho picado
1 colher de sopa shoyo
Suco de meio limão
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo
> Em uma frigideira, sele os medalhões, já temperados com o sal e a pimenta, dos dois lados. Retire e coloque em uma travessa aquecida.
> Na mesma frigideira derreta a manteiga até formar uma espuma.
> Quando a manteiga parar de espumar acrescente a cebola, o alho e deixe refogar por aproximadamente uns 3 minutos.
> Adicione o suco de limão, o shoyo. Mexa e deixe ferver por mais uns 2 minutos.
> Despeje o molho sobre os medalhões que estavam reservados.
> Decore com salsinha.



Sei que ficou um pouco diferente do que eu aprendi a fazer durante a aula, mas garanto para todos vocês que ficou uma delícia. Aqui em casa todo mundo pede "faz filet ao molho Troisgro?!", batizado assim em homenagem ao grande chef Claude Troisgros. "Que Marravilha!"

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Fricassê de Frango

Estou numa fase que, pra mim, receita boa é receita fácil. Seguindo o momento preguiça, vou mostrar aqui como preparar uma receitinha "pá-pum" e que está no ranking das "Cinco Mais Pedidas" aqui em casa: FRICASSÊ DE FRANGO.


Eu sei que existem milhares e milhares de formas de fazer esse prato e outros milhares de ingredientes que podem ser usados, mas tenho certeza que essa vais ser sucesso garantido aí na sua casa também.

Vamos lá, separe os ingredientes e mãos a obra!

Ingredientes:
> 1 lata de creme de leite
> 1 lata de milho verde
> 1 copo de requeijão cremoso
> 100 g de azeitona sem caroço
> 1 peito de frango desfiado
> 100 g de mussarela fatiada
> 100 g de batata palha
> 50 ml de água
> 1 pitada de sal
> 1/2 cebola picada
Modo de fazer:
1. Refogue o frango com a cebola picada, as azeitonas e finalize com um pouquinho de cebolinha verde. Reserve.
2. Bata no liquidificador o milho, o requeijão, o creme de leite e a água.
3. Refogue o creme do liquidificador até ficar com uma textura mais encorpada.
4. Misture o creme com o frango que estava reservado e coloque num refratário.
5. Cubra com a mussarela e leve ao forno para gratinar.
6. Retire do forno quando estiver "borbulhando".
7. Acrescente a batata palha por cima e sirva!!


Faça aí na sua casa para sua família e depois me conte sobre os elogios que você recebeu!

Beijos!

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Inauguração e São Lourenço

Hoje é dia de São Lourenço. Você me pergunta: e daí? Qual a relação que isso tem com um blog de culinária e gastronomia? Eu respondo: São Lourenço é o santo padroeiro dos cozinheiros!

Descobri isso após uma pesquisa rápida no Google e pretendo, posteiormente, me aprofundar no assunto para saber se a Igreja Católica realmente reconhece São Lourenço como o padroeiro dos cozinheiros. Mas o fato é que, com essa descoberta, resolvi associar o dia da inauguração do "Pitaco Gastronômico" ao dia do padroeiro dos cozinheiros: São Lourenço.

O jovem São Lourenço de Hesca era um diácono muito querido, dedicado a religião católica e aos fiéis, que viveu no século III. No ano de 259 d.C. foi perseguido, junto com o Papa Sisto Segundo, por um imperador pagão, quando foi capturado e queimado vivo numa grelha. No dia dez de agosto, durante seu martírio, o jovem santo manteve seu bom homor e falou para seus algozes enquanto queimava na grelha: "pode virar o lado que este já está pronto...". Por essa razão a sua imagem tem uma grelha e uma bíblia nas mãos.


Na Itália o dia de São Lourenço é comemorado com homenagens, cultos, orações e uma grande festa em que são servidos pães, doces de variados formatos e, como não poderia faltar, deliciosas lasanhas. Diz uma crendice popular que as estrelas cadentes que são vistas no dia de São Lourenço são, na verdade, faíscas que saíram da grelha onde o santo foi queimado, se transformaram em lágrimas e quem avistar uma dessas faíscas (as estrelas cadentes) pode fazer um pedido ao santo que será prontamente atendido.

Eu, como sou uma pessoa de fé, tenho agora São Lourenço como patrono do "Pitaco Gastronômico"! Mais tarde vou olhar para o céu com a certeza de que vou ver a estrela cadente que permitirá a realização do meu pedido, com as bênçãos do padroeiro dos cozinheiros: São Lourenço.

Amém

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Torta Fácil de Maracujá


Vira e mexe alguém lá do trabalho prepara alguma guloseima e compartilha com os colegas de labuta. Os quitutes fazem o maior sucesso e sempre alguém quer a receita para preparar em casa, para comer com a família e amigos nos finais de semana.

A Dorinha, nossa colega da contabilidade, é muito prendada e recentemente levou uma musse de limão com biscoito de leite que é um absurdo de deliciosa e está entre as preferidas de todos os departamentos. Se você soubesse como é fácil fazer não esperaria o final de semana para preparar essa delicia. Veja os ingredientes que são necessários, o modo de preparo, vá agora pra cozinha e mãos a obra!

Ingredientes:

> 1 1/2 de leite condensado
> 1 lata de creme de leite
> 1 lata medida de suco de limão (eu fiz de maracujá. Dei meu pitaco!)
> 1 pacote de biscoito de leite

Modo de preparo:

1. Bata o creme de leite e o leite condensado no liquidificador;
2. Acrescente o suco de limão e bata por aproximadamente 5 minutos;
3. Forre um refratário com os biscoitos, coloque um pouco do creme. Repita o processo até finalizar o creme e os biscoitos.
4. Leve a geladeira por 02 horas.


Ficou uma delícia! Faça aí na sua casa, dê também o seu pitaco e me conta depois, tá?!